Para conhecer, e compreender, a Geração Z enquanto consumidores e cidadãos participativos de uma sociedade civil, a equipa Milenar efectuou um conjunto de inquéritos e entrevistas de Dezembro 2020 a Fevereiro de 2021.
A análise debruçou-se sobre os comportamentos nas redes sociais, a sua relação com influenciadores e marcas, a sua posição social no que toca ao activismo e voluntariado, as suas expectativas em relação ao seu futuro profissional e a pandemia.

O Perfil

Geração Z, os nativos digitais.

Nasceram entre 1995 e 2010, actualmente entre os 25 anos e 10 anos de idade.
Esta geração nasceu no mundo digital, e dominam todas as ferramentas e tecnologias. Para a Geração Z, o conceito offline é-lhes desconhecido, estão sempre online.

Índice do Estudo

Fizemos 16 entrevistas, e 200 jovens responderam aos nossos inquéritos qualificativos.

1.

Redes Sociais

2.

Influenciadores

3.

Marcas

4.

Activismo

5.

Trabalho

6.

Pandemia

GeracaoZ_estudoMilenar
GeracaoZ_estudoMilenar

O Perfil dos 200 Inquiridos

Mulheres

76%

Homens

23%

11 a 14 anos

12%

15 a 18 anos

25%

19 a 22 anos

39%

23 a 26 anos

23%

Ensino Básico

15%

Secundário

55%

Licenciatura

31%

Mestrado

8%

Estudante

63%

Trabalhador

16%

Trabalhador-Estudante

10%

Desempregado

11%

As redes sociais mais utilizadas pela Geração Z são:
Instagram, Whatsapp, YouTube, Twitter, TikTok e Facebook.

Os jovens costumam passar entre 3 a 4 horas diárias nas redes sociais, e 41% revelou que está online e utiliza-as o dia todo.
Grande parte dos inquiridos, 86,5%, acha que as redes sociais têm um impacto positivo, pois são uma fonte de informação e inspiração, uma ferramenta indispensável para socializar e resolver assuntos de trabalho, por exemplo.

Entretanto, muitos deles afirmaram já ter tido experiências menos positivas:
44,5% já participou numa discussão nas redes sociais;
61,5% já recebeu mensagens de cariz sexual;
35,5% já deixou de partilhar assuntos ou opiniões por ter medo de ser criticado.

5 Factores que influenciam a Geração Z na tomada de decisão de deixar de seguir um influenciador, criador de conteúdo ou celebridade.

Conteúdo Repetitivo

47%

Mudança Repentina de Tema

25%

Demasiados Stories + Posts

33%

Comportamento Intolerante

71%

Excesso de Conteúdos Patrocinados

19%

Em relação aos Influenciadores e Criadores de Conteúdo, a Geração Z segue uma quantidade significativa de contas nas redes sociais.

Valorizam Influenciadores que apresentam uma imagem genuína e honesta, quando mostram o seu lado mais real e gostam de quem tem sentido de humor.

blog_geracaoz_milenar

RecebER o estudo completo

Inserir o email para fazer o download do PDF

Ao subscrever concorda com a nossa Política de Privacidade
e aceita que o seu email ficará na base de dados de newsletter da Milenar, podendo cancelar a qualquer momento.

estudos de mercado

Quer conhecer melhor a sua audiência? Conhecer os hábitos e comportamentos diários do seu consumidor?